Como aliviar a fobia dentária e o medo de agulhas

Ficar nervoso ou com medo de ir ao dentista é muito comum - na verdade, é tão comum que há um nome para isso: dentofobia. Esse tipo de fobia pode variar de leve a grave e pode causar falta de ar, aumento da frequência cardíaca e pressão arterial e outros sinais de ansiedade, como tremores ou sensação de morte iminente.

Com reações como essas, não é de admirar que muitos pacientes evitem ir ao dentista e adiem o atendimento odontológico tão necessário. No entanto, você pode aumentar a adesão do paciente e reduzir o desgaste, estabelecendo uma reputação de dentista hábil em aliviar a ansiedade e acalmar os medos dentais. Destaque-se em sua área adotando procedimentos operacionais e investindo em ferramentas projetadas para aliviar a fobia dentária.

O que é fobia dentária?

A fobia dentária vai além da sensação de nervosismo ao sentar-se na cadeira do dentista. Na verdade, é uma combinação complexa de medos, ansiedades e sintomas físicos e mentais que fazem com que os pacientes evitem os exames de rotina e adiem o atendimento odontológico - levando a problemas dentários mais graves e à necessidade de um tratamento mais extenso.

Cerca de 22% da população admitiu evitar o dentista por medo. Alguns dos principais razões pelas quais as pessoas temem o dentista incluem antecipar a dor, sentir-se envergonhado ou constrangido sobre o estado de sua saúde bucal ou temer a perda de controle. Para tratar pacientes com medo, os dentistas devem compreender esses medos e usar diferentes técnicas para abordá-los.

O que é fobia de agulha?

A fobia de agulhas, também conhecida como tripanofobia, é mais do que apenas medo de agulhas. Uma pessoa com tripanofobia pode temer receber qualquer tipo de atendimento médico - especialmente qualquer coisa que envolva injeções. Antes de qualquer procedimento médico, os pacientes podem apresentar pressão alta e frequência cardíaca elevada. Isso pode ocorrer horas ou até dias antes da consulta.

Durante o evento, a pressão arterial pode cair rapidamente, fazendo com que o paciente desmaie. Alguns pacientes com fobia de agulha podem ter hipersensibilidade à dor causada por uma agulha; uma injeção que mal é sentida por uma pessoa pode causar uma dor terrível em outra.

O que causa a fobia dentária?

As fobias sobre dentistas e procedimentos odontológicos podem ter várias causas, mas geralmente surgem de uma experiência dentária anterior que foi dolorosa ou assustadora. Se alguém se assustou com o dentista quando criança, esses medos podem se transformar em algo profundamente arraigado e persistente na idade adulta. Outros casos de fobia dentária podem resultar de uma sensação generalizada de ansiedade ou medo de ir ao médico em geral. Nesses casos, o paciente pode se beneficiar do tratamento de um terapeuta ou outro profissional não odontológico para resolver a raiz do problema.

Técnicas para acalmar pacientes nervosos

Como dentista, você pode adotar várias abordagens diferentes para ajudar os pacientes a relaxarem e se sentirem menos nervosos durante procedimentos ou mesmo exames e limpezas. Muitas dessas técnicas têm como objetivo ajudar os pacientes a se sentirem mais no controle de seus sentimentos e medos. Quanto mais dessas técnicas você puder incorporar em seus procedimentos operacionais padrão, mais bem-sucedida será sua prática em construir a confiança do paciente e aumentar a adesão.

Comunicação e controle

Uma comunicação clara e consistente com o paciente é fundamental. O simples fato de reservar alguns minutos antes da consulta para uma conversa rápida - seja sobre seu trabalho, hobbies, família ou seus medos odontológicos específicos - pode ajudar os pacientes a se acomodar e relaxar.

Muitas pessoas podem se sentir melhor depois de conversar com o dentista sobre seus medos. Evitar a dor é um motivador poderoso, e você pode ajudar a aliviar os medos de seus pacientes, proporcionando-lhes uma maior compreensão do procedimento e do potencial para qualquer dor. A tecnologia odontológica evoluiu muito nas últimas décadas, e os pacientes podem não estar cientes das tecnologias mais recentes que podem tornar os procedimentos mais confortáveis.

Alguns pacientes também podem apreciar uma explicação passo a passo durante o procedimento odontológico. Antecipar a dor pode aumentar o estresse que eles experimentam, mas, ao informá-los ao iniciar cada etapa, você pode ajudar a aliviar um pouco o medo do inesperado. Utilizar tecnologia avançada, como tomografia digital com monitores de computador nos quartos do paciente, é uma excelente maneira de explicar detalhadamente os problemas e as opções de tratamento.

O controle é importante para aliviar a fobia dentária, mesmo que seja tão simples quanto dizer ao seu paciente: “Não iniciaremos cada etapa até que você diga que está bem”. Permita que sintam que têm uma palavra a dizer sobre o que está acontecendo e que possam se acalmar entre cada etapa. Você também pode estabelecer um sinal de mão que eles possam usar para indicar se estão desconfortáveis ou precisam de uma pausa.

Ambiente confortável

Dê uma olhada em seu consultório odontológico. É um ambiente confortável e relaxante? Ou é impessoal e estéril? Faça um esforço para criar um ambiente no qual você e seus pacientes gostem de passar o tempo. Se necessário, contrate um designer de interiores profissional para criar um espaço relaxante e convidativo. Toques como obras de arte calmantes, cobertores macios, música suave e plantas vivas podem ter um efeito relaxante em muitas pessoas. Você também pode tentar técnicas de distração, como pendurar TVs em salas de exame. Permitir que os pacientes escolham o programa ajudará a dar-lhes uma sensação adicional de controle.

Sedação odontológica e óxido nitroso

Alguns pacientes podem precisar de medidas adicionais, incluindo técnicas calmantes induzidas por medicamentos, como sedação odontológica. Para pacientes com muito medo, dê a eles a opção de sedação leve ou óxido nitroso durante o procedimento. Isso não apenas tornará o procedimento mais confortável, mas também poderá ajudá-los a superar sua fobia dentária, evitando a formação de novas memórias desagradáveis que possam contribuir para o medo.

Embora muitas clínicas odontológicas tradicionalmente reservem a anestesia para procedimentos mais complicados, como exodontias e canais radiculares, está se tornando mais comum oferecer sedação leve para procedimentos mais rotineiros, até mesmo uma obturação de cavidade. A configuração da sua clínica pode variar, mas se você descobrir que tem muitos pacientes com fobia dentária, considere expandir suas opções para a sedação odontológica.

Vibração benéfica

O Sistema de Injeção DentalVibe Comfort foi projetado para ajudar a aliviar a fobia dentária e os medos. O dispositivo usa uma vibração suave para ajudar a bloquear os sinais de dor do cérebro. Usando o DentalVibe, o dentista aplica uma vibração leve perto do local da injeção da anestesia. Quando as sensações de injeção e vibração ocorrem simultaneamente, o cérebro processa primeiro o sinal de vibração, essencialmente bloqueando a sensação da injeção. Muitos pacientes com medo de agulhas dentais afirmaram que nem sentiram a injeção e que o DentalVibe tornou sua experiência odontológica muito mais agradável.

Saiba mais sobre os efeitos da vibração dentária

A tecnologia de vibração é um método confiável com base científica para eliminar a dor das injeções dentárias. Saiba mais sobre a ciência por trás do DentalVibe baixando nosso e-book gratuito, Os benefícios da vibração na dor e ansiedade dentária. Incorporar injeções sem dor em seu consultório dentário garantirá que seus pacientes tenham uma experiência mais relaxante cada vez que visitarem seu consultório.

Postagens recentes

pt_PTPortuguese
Junte-se ao nosso boletim informativo e obtenha desconto 20%
Promoção nulla vitae elit libero a pharetra augue